A Relação Do Evangélico Com O Estudo Bíblico

como estudar a bíblia evangélicaAcredito que dentre todos os tipos de religiões existentes no mundo, a que mais incentiva a relação entre os fiéis e a crença está no público Evangélico. Eles pregam fielmente  a palavra de Deus e se esforçam para manter seus estudos bíblicos sempre atualizados para que sejam capazes de realizar suas pregações com o maior nível de excelência possível afim de encorajar o engajamento de novos jovens que estão tendo seus primeiros contatos com essa nova cultura que vem se desenvolvendo nos últimos anos.

A tarefa dos obreiros evangélicos vai muito mais além do que simplesmente utilizar o púlpito para realizar suas pregações, ela está diretamente ligada na qualidade e transformação que é capaz de proporcionar para as pessoas afim de tornar suas vidas mais felizes e harmoniosas, através de processos, eventos e doações que ajudem não só as pessoas mais próximas como os amigos e familiares, mas, também toda a sua comunidade.

A verdade é que muitas dessas pessoas pegaram uma verdadeira paixão pela questão do estudo bíblico evangélico e a possibilidade de influenciar positivamente a vida das pessoas ao seu redor e gerar a tão sonhada transformação.

Dessa maneira, os mais velhos, incentivam os mais novos a entrarem nessa doutrina que prega a bondade e a obediência perante os pastores e a bíblia, afim de que essa religião permaneça sempre viva nos corações de seus fiéis.

Com essa visão de comunidade, não demorou para que desenvolvesse uma espécie de cultura que tem sua missão, visão e valores. Atualmente podemos encontrar por exemplo CDs compostos exclusivamente por músicas evangélicas, essa cultura que tem suas particularidades fez nascer um novo gênero musical que é o Gospel.

Esse público vem se tornando um novo nicho de mercado e algumas empresas já estão promovendo cantores, eventos e shows focados em atrair essa fatia do mercado que vem crescendo exponencialmente nos últimos anos, justamente pelo conceito de “ajuda a comunidade” que os evangélicos pregam.

 

Essa cultura evangélica vem transformando toda a sociedade brasileira e quem sabe as proporções que essa comunidade poderá adquirir daqui a alguns anos. Tecnicamente o Brasil é um país Laico, ou seja, não possui religião oficial, entretanto, sabemos que a maioria esmagador atualmente é composta por católicos.

É possível que essa realidade mude conforme o tempo for passando e essa cultura de pregação do Evangelho seja ainda mais explorada, não só pela mídia, mas, pelo mercado capitalista em geral que sempre vê uma oportunidade de geração de vendas em nichos específicos de mercados.

Independente  desse nicho envolver religião ou não. Como eu já dizia anteriormente, não só de CDs, Eventos e Shows é composto essa nova cultura, o público evangélico já possui representantes na câmara e canais especiais na televisão, onde são passados sermões evangélicos 24 horas por dia em suas respectivas programações.

Realmente uma revolução na questão que envolve a religião no Brasil, não sabemos como isso continuará para os próximos anos, porém, pelo que vivemos no presente, podemos ter uma boa ideia de que essa cultura aos Evangelhos vai crescer e adquirir mais seguidores fiéis.

Como Saber Qual a Melhor Forma Para Fazer Cupcake

forminhas para cupcakeNo mundo da gastronomia é comum que determinados tipos de alimentos necessitem de utensílios mais especializados para que sua preparação ocorra de maneira eficiente e isso não é diferente quando estamos falando sobre os famosos Cupcakes.

Esse doce que virou mania entre as mulheres e que hoje em dia gera milhares de empregos ao redor do mundo tem lá suas peculiaridades na hora da preparação e na escolha dos utensílios de cozinha.

As mais iniciantes preferem utilizar formas com 6 divisões e fazer os chamados Mini, que são versões mais simples, com menos ingredientes e geralmente mais fáceis de fazer. Além disso, pelo tamanho menor ele acaba tendo um toque de finasse diferenciado, por isso, não se preocupe caso decida começar por eles.

A segunda opção de forma é a mais tradicional e conta com 12 (doze) espaços para que você consiga preparar uma fornada capaz de servir seus amigos e familiares. Lembre-se que esse é um doce fino e não um simples brigadeiro.

As outras formas são recomendadas caso você já saiba como se faz cupcake e já tenha uma certa experiência no preparo, ou sirva regularmente em sua casa para seus amigos e parentes ou então tenha a intenção de entrar pro lado comercial e realizar o que chamamos de revenda.

Quando falamos desse jeito, a primeira imagem que vem na cabeça é um carrinho de pipoqueiro. Porém, quando me refiro ao lado comercial, é preciso levar em conta a demanda desse doce em determinadas áreas como casamentos, aniversários, batizados, crismas e eventos em geral.

Muitas pessoas subestimam o potencial lucrativo que esse mercado pode oferecer e acabam por deixar essa oportunidade passar, sem nem ao menos realizar uma análise mais apurada. É claro que um ingrediente que não pode faltar é o amor à cozinha.

Agora, caso você seja o tipo de pessoa que não gosta de “seguir a manada” e tenha um certo gosto pelo empreendedorismo eu recomendo que você veja isso: http://mundocupcakes.com/curso-de-cupcake/

Diferentemente do que a maioria das pessoas pensam, hoje em dia já é possível encontrar excelentes cursos que ensinam como fazer cupcakes passo a passo, desde o início, mostrando quais formas escolher, quais os melhores ingredientes, dicas para que tornar suas fornadas melhores e também como entrar nesse ramo comercial.

Não basta apenas saber qual forminha você deve usar, é preciso ir mais além e entender que existem outros utensílios que serão necessários na preparação, como por exemplo a embalagem que separa o doce da assadeira, os cortadores mais indicados para que consiga preencher com recheio sem comprometer a estrutura do cupcake e não deixá-lo rachar, entre outros…